09/05/2021 às 23h53min - Atualizada em 09/05/2021 às 23h53min

Pedreiro de 45 é segundo parapuense morto em acidente no final de semana no Jangadão

Morador em Parapuã pilotava moto com placa de Quintana (SP) e se bateu na traseira de um caminhão placas de Martinópolis

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Foto: Redes Sociais
 
O pedreiro Luciano Osbarbo Sobral, de 45 anos foi o segundo morador de Parapuã a morrem em acidente no trecho conhecido com Jangadão da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) entre Parapuã e Osvaldo Cruz.

Foi as 19h deste domingo, 09/05, e envolveu além da motocicleta, placa de Quintana (SP), pilotada por Osbarbo, um caminhão com placas de Martinópolis (SP).
 
De acordo com a Polícia Rodoviária, Luciano seguia de moto no sentido de Parapuã a Osvaldo Cruz e na altura do Km 568, por razões ainda desconhecidas, colidiu na traseira do caminhão que fazia o mesmo sentido.
 
Com a força do impacto, Luciano Osbarbo Sobral caiu da moto, sofrendo ferimentos graves.
 
Socorrido pela equipe de Resgate do Corpo de Bombeiros ao Pronto Socorro da Santa Casa de Osvaldo Cruz, não resistiu e faleceu.
 
Luciano Sobral era natural de Marília e segundo consta, morava em Parapuã havia pouco tempo.
 
Sepultamento
Outro parapuense, Renato Artero, 35 anos de idade (cujo corpo foi sepultado neste domingo, 09/05), morreu na sexta-feira, 07/05, no mesmo Jangadão depois que o Toyota Corola que dirigia foi atingido por um caminhão.
 
Segundo consta, Renato teria tentado uma ultrapassagem a um outro veículo e como não houve tempo, voltou à pista sentido Osvaldo Cruz, sendo tocado pelo caminhão.
 
O Corola teria saído da pista, batido no barrando e tombado sobre o corpo de Renato que estaria sem o cinto de segurança e teria.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.0%
14.3%
65.7%