15/05/2021 às 11h03min - Atualizada em 15/05/2021 às 11h03min

Caio Aoki ignora sugestão da Câmara sobre tratamento precoce contra Covid desde o ano passado

Em agosto de 2020 o então vereador Capitão Neves sugeriu o tratamento como uma alternativa a mais para conter a crescente de casos graves e fatais: “Nem satisfação”

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Arquivo Câmara Municipal de Tupã
 
O prefeito da Estância Turística de Tupã, Caio Kanji Pardo Aoki (PSD) tem evitado falar com tanta frequência sobre o tema Covid-19, especialmente depois que a doença fugiu totalmente ao controle na cidade.
 
Mas se tem um tema do qual ele foge desde os primeiros meses da pandemia é a possibilidade da alternativa do “Tratamento Preventivo” (que aliás, muitos dos figurões da Nação não têm coragem de assumir que usaram, quando se contaminaram – médicos inclusive) como uma das saídas para reduzir os casos graves e fatais da doença.
 
A informação dada nesta sexta-feira, 14, pelo ex-vereador Capitão Neves é de que já no ano passado a Câmara, por meio de uma propositura de autoria dele, sugeriu que a Secretaria de Saúde e o Comitê de Enfrentamento ao novo coronavírus “avaliasse as orientações do Ministério da Saúde” sobre implementação em Tupã. Já naquela oportunidade Caio Aoki ignorou: “Nem satisfação”, resumiu Neves.

Portanto já são quase 10 meses desde a primeira sugestão feita em 26 agosto do anos passado.
 
No mês passado, através do vereador Antônio Brito (leia aqui https://cidadereal.net/noticia/131/um-mes-apos-sugestao-da-camara-caio-silencia-sobre-tratamento-precoce-contra-covid), a Câmara repetiu o pedido da adoção do protocolo como mais uma alternativa no enfrentamento do crescente número de casos graves e fatias.
 
Até as 11h deste sábado, o prefeito Caio Aoki e o secretário de Saúde, Miguel Ângelo de Marchi, permaneciam mudos sobre o tema.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.6%
14.7%
64.7%