06/06/2021 às 19h08min - Atualizada em 06/06/2021 às 19h08min

Éliton Leite chama CPI de “circo” e senadores de “canalhas inescrupulosos”

Tratamento dado à médica Nise Yamaguchi, além de machista e sem educação, foi um desrespeito flagrante a uma profissional respeitada e todo mundo

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Arquivo Pessoal
 
O empresário Éliton Leite afirmou nesta quinta-feira, 04-06, ter ficado (como qualquer brasileiro que assistiu ao horrendo espetáculo) estarrecido com alguns dos últimos episódios registrados na chamada CPI do Calheiros; Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemias, instalada no Senado.

Em artigo de opinião enviado ao Cidade Real, Leite chamou a CPI de “circo” e de “um tapa na cara da ciência” e fez duras críticas ao comportamento parcial, chamando seus membros de “canalhas inescrupulosos”, “palhaçada” e uma vergonha para o Brasil.

OPINIÃO
 
“E a palhaçada e a falta de respeito com os profissionais renomados da área de saúde é algo estarrecedor. O que vimos na última semana é um deboche da cara dos brasileiros por parte de senadores que montaram um verdadeiro circo na tal CPI da COVID”.

“O que aconteceu com a Dra. Nise Yamaguchi em sua participação na CPI é uma vergonha para nosso Brasil e um tapa na cara da ciência. Ela foi simplesmente humilhada por canalhas inescrupulosos, que não sabiam ouvir um raciocínio lógico, agindo com machismo e total falta de respeito com uma mulher”.

MERECE RESPEITO

“Dra. Nise Yamaguchi, uma brilhante profissional, que por mais de vinte anos de experiência, tem salvado vidas e ultimamente em tempos de pandemia, tem enfrentado mortes todos os dias. Possui um currículo invejável, pois é Médica Oncologista e Imunologista, com Doutorado em Pneumologia, desenvolvido no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, em conjunto com o MD Anderson Câncer Center -Texas, USA. Tem ampla experiência no cuidado personalizado de mais de 11 mil pacientes, tendo dirigido as Sociedade Brasileira de Cancerologia, Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica-Estado de São Paulo, de Psico-Oncologia, de Cuidados Paliativos e de Apoio ao Paciente com Câncer, tendo participado de diversos movimentos sociais para garantir os ambientes livres de Tabaco e a aprovação da Convenção da Organização Mundial de Saúde do Controle do Tabagismo. Foi representante do Gabinete do Ministro da Saúde para o Estado de São Paulo de 2007 a 2011 e participou do Comitê de Assuntos Internacionais da Sociedade Americana de Oncologia Clínica, tendo coordenado o Comitê de novos membros da International Association for Lung Câncer Studies, e organizado os Congressos Latino-Americanos no Brasil, México, Argentina, Chile, e agora no Peru”.

“Editou em conjunto com a IPRI-International Prevention and Research Institute em Lyon-França, um livro sobre o Câncer de Mama no Mundo e outro sobre o Câncer no Mundo, onde são destacados os aspectos das disparidades entre países e classes sociais. Utiliza o conhecimento abrangente da Prevenção, Diagnóstico molecular e genético, dos Tratamentos de Precisão para o Bem-estar do paciente. Tem mestrado em Imunologia e Doutorado com pesquisa em marcadores moleculares pela USP em conjunto com o MD Anderson Câncer Center -Texas e participa de diversos Fóruns de Discussão, tendo dado aulas no Banco Mundial da Ásia sobre Parcerias Público Privadas, na David Rockfeller Center da Harvard School em Boston, sobre o Sistema de Saúde Brasileiro e nos Cursos de Pesquisa Clínica da Harvard Medical School. Desenvolve pesquisas na área de utilização de tecnologias de ponta para o benefício do paciente e dirige o Instituto Avanços em Medicina. Atualmente participa da Sociedade Americana de Pesquisa Clínica, no grupo de Imunologia de Tumores. Pretende tornar acessíveis métodos de diagnóstico e tratamento para toda a rede”.

“Mesmo com esse currículo e com toda a experiência adquirida, foi interrompida várias vezes e de forma ultrajante foi humilhada por canalhas como Renan Calheiros, um Senador em final de mandato com mais de 13 (treze) processos de corrupção nas costas, sem ter o direito de resposta, passando de todos os limites da compreensão e da justiça”.

SUPERFATURAMENTO E DESVIO
 
“Me pergunto todos os dias. Até quando iremos aceitar essas humilhações de Governadores, Senadores, Deputados e do STF? A CPI do circo não aceita investigar os governadores e prefeitos que meteram a mão no dinheiro enviado pelo governo federal. São bilhões e bilhões de reais que foram desviados e superfaturados e o silêncio reina. CPI do Circo, são tantos governadores e senadores entrando em contradições, e disse-me-disse que me enoja. CPI do Circo, tem atingido brutalmente nossa economia e nosso Presidente. CPI do Circo, será que só eu vejo, quanta hipocrisia?! Meus amigos... Até quando?”

PRA FRENTE BRASIL
 
Éliton Leite, natural e Presidente Venceslau e atualmente estabelecido na Região Metropolitana de Campinas (RMC) é um dos líderes do braço paulista do movimento direitista e conservador ‘Pra Frente Brasil’, que luta pela defesa dos valores da Família, da Pátria e da Religião.

Na região de Tupã, as ações do empresário e do movimento são lideradas pelo ex-vereador (atual suplente) e militar da reserva Gilberto Neves Cruz, o Capitão Neves, que já iniciou a ampliação das ações do movimento em cidades como Quatá, Bastos, Parapuã, Rinópolis e Iacri.

Recentemente, Neves foi reincorporado pelo Exército Brasileiro às atividades do 37º Batalhão de Infantaria Leves (37º BIL) sediado em Lins.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.0%
14.3%
65.7%