17/06/2021 às 19h10min - Atualizada em 17/06/2021 às 19h10min

PTB expulsa “deputada espiã”, que queria gravar reunião ministerial secretamente para Rede Globo

Curioso que o presidente do PTB, Roberto Jefferson, e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), falam da tentativa de gravação em duas reuniões distintas

Terra Brasil Notícias
Imagem de Arquivo/Câmara dos Deputados
 
O presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PBT), Roberto Jefferson, afirmou que a legenda expulsou a deputada federal Luísa Canziani (PR).
Segundo Jefferson, ela teria tentado gravar secretamente uma reunião ministerial para exibição em um programa da TV Globo.
 
“Gravar secretamente um Ministro de Estado é uma falta gravíssima. Essa turma que veio do jovairismo não tem limites. Reprovamos a conduta da deputada Luísa Canziani, que está expulsa do PTB”, escreveu Jefferson no Twitter.
 
O presidente Jair Bolsonaro disse que estava presente na reunião e foi alertado de que a deputada, apontada para ser a relatora do projeto, portava um equipamento de gravação - um microfone e um aparelho transmissor - “escondido”.
 
Em entrevista ao canal do Youtube ‘Terça Livre’, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) disse que a suposta tentativa de gravação ocorreu em uma reunião com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, que tinha como pauta um projeto de lei sobre o ‘homeschooling’.
 
No Twitter, Roberto Jefferson disse que a reunião era com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.0%
14.3%
65.7%