06/07/2021 às 14h51min - Atualizada em 06/07/2021 às 14h51min

Produtor rural morador em Rinópolis assume tiros durante festa clandestina, na madrugada de domingo

Autor confesso apresentou-se voluntariamente, em companhia de seu advogado na delegacia e entregou o revólver 38 supostamente usado para os disparos

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Imagem cedida pela Polícia Civil
 
Um produtor rural, que completará 35 anos de idade em setembro, morador no município de Rinópolis, se apresentou à polícia e assumiu os disparos de arma de fogo que feriram um jovem de 21 anos, na madrugada do último domingo, 04/07, no bairro Vitória, zona rural de Parapuã.
 
O autor confesso, D.L.A., 35 e a vítima dos tiros, T.S.B., 21, eram dois dos participantes de uma festa clandestina que teria, segundo testemunhas, reunido cerca de 70 pessoas, em uma propriedade rural identificada como Sítio ‘Y’, na passagem de sábado,03/07, para domingo.
 
Por volta das 5h30, durante uma discussão envolvendo alguns participantes, se teria ouvido disparos de arma de fogo, e o rinopolense D.L.A., teria sido visto saindo do local a bordo de uma camioneta Hilux, de cor prata.
 
Em nota distribuída à imprensa, o delegado titular de Parapuã, José Luis Junqueira de Andrade Filho, afirmou que o suspeito, “acompanhado de seu advogado constituído, compareceu e se apresentou” voluntariamente Delegacia da Polícia Civil.
 
Junqueira também confirmou a apreensão de “um revólver calibre 38, em tese com documentação em nome do autor”, que teria sido usado nos disparos que ferira T.S.B., na barriga.
 
Segundo ele, na sequência das apurações a polícia realizará “oitivas das vítimas e testemunhas... ainda nessa semana, a fim de elucidar com precisão as circunstâncias em que o crime se deu”.
 
Fora do período de flagrante, D.L.A. foi ouvido e colocado em liberdade.
 
A vítima T.B.S., seguia, de acordo com as últimas informações, internada no Hospital de Clínicas, na cidade de Marília.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.6%
14.7%
64.7%