07/08/2021 às 12h23min - Atualizada em 07/08/2021 às 12h23min

Brasil vence a Espanha na prorrogação e conquista o bicampeonato olímpico em Tóquio

Após um a um no tempo normal, seleção brasileira cresceu no tempo extra e superou os espanhóis com gol de Malcom; com novo ouro, país iguala recorde da Rio-2016

Vítor Figueiró
Correio do Povo
Sábado brasileiro em Tóquio foi espetacular | Foto: Anne-Christine POUJOULAT / AFP / CP
 
Antes um tabu, hoje uma rotina: o Brasil é bicampeão olímpico em Tóquio. Novamente com sofrimento, assim como no título inédito da Rio-2016, a seleção brasileira venceu a Espanha por 2 a 1 na prorrogação, após um empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, na manhã deste sábado, e conquistou a medalha de ouro no futebol masculino pela segunda vez consecutiva nos Jogos Olímpicos.
 
O título contou com a estrela do atacante Malcom, que mudou o cenário do confronto ao entrar na prorrogação e fazer o gol decisivo. 
 
Em um duelo equilibrado e tenso, como se espera em uma final, o time comandado por André Jardine perdeu pênalti com o atacante Richarlison, mas saiu em vantagem com o centroavante Matheus Cunha ainda na primeira etapa.
 
Na volta do intervalo, os espanhóis se aproveitaram do recuo brasileiro e empataram num lindo gol do ponta Oyarzabal.
 
Cansado, o time canarinho não ofereceu resistência até o fim do tempo regulamentar, porém conseguiu segurar a igualdade até a prorrogação. 
 
No tempo extra, o atacante Malcom, primeira mudança de Jardine em todo duelo, veio do banco e "incendiou" a partida com maior vigor físico. Com dribles e bons lances, ele recebeu lançamento de Antony e entrou na área para marcar o gol do título aos 3 minutos do segundo tempo em chute forte. 
 
RECORDE
 
A medalha de ouro brasileira no futebol masculino consagra o final de um sábado incrível para o Brasil em Tóquio.
 
Com três ouros - canoagem, boxe e futebol, a delegação brasileira igualou o recorde de títulos olímpicos do país na história dos Jogos e pode superar essa marcar no último dia de competições no Japão

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.0%
14.3%
65.7%