01/10/2021 às 19h51min - Atualizada em 01/10/2021 às 19h51min

Vendaval causa tempestade de areia e estragos na Nova Alta Paulista

Alerta de temporal havia sido feito por volta das 12h pelo Instituto Nacional de Meteorologia

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Imagens das redes sociais
 
O forte vendaval registrado na tarde desta sexta-feira 01/10 provocou uma densa tempestade de areia (poeira), susto e estragos em praticamente todas as cidades da Nova Alta Paulista, e outra regiões do interior do Estado.
 
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de tempestade, com “perigo potencial” por volta das 12h, para área dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, com advertências sobre ventos entre 40 e 60 km/h e chuvas de até 50 mm, além de queda de granizo.
 
Em Adamantina e sub-região os ventos provocaram quedas de galhos, de árvores, destelhamento de imóveis e outros danos, como a destruição de placas de publicidade do tipo outdoor.
 
Houve queda da energia na região central da cidade; danos no pátio da feira livre, na obra de alargamento da avenida Antônio Tiveron, além de muita poeira sobre o terminal rodoviário.
 
TUPÃ
 
Em Tupã, o vendaval provou vários danos em pontos localizados, com predomínio para as quedas de galhos de árvores em vias públicas.
 
Na vicinal Tupã a Quatá (foto acima) uma árvore de grande porte caiu sobre as pistas, interditando os dois sentidos, e foi retirada por uma equipe da Prefeitura, já que os Bombeiros estavam empenhados em outros atendimentos.
 
Entre eles um acidente de trânsito, as 14h38, com ao menos sete (07) pessoas feridas, sendo duas em estado mais grave (inclusive com fraturas), na avenida Marechal do Ar Eduardo Gomes, acesso a Arco Íris.
 
A colisão lateral envolveu um VW Gol, placas de Penápolis, dirigido por um homem de 58 anos e um caminhão modelo F-4.000, dirigido por um motorista de 33 anos.
 
Os dois veículos colidiram lateralmente em uma das rotatórias da avenida, quando o F-4.000 acessava a avenida rumo a Arco-Íris.
 
A tenda usada para proteger o serviço de vacinação contra a covid, no pátio da Fepasa, foi destruída e o atendimento passou a ser feito no mesmo local, em área coberta.
 
OSVALDO CRUZ E REGIÃO
 
Em Osvaldo Cruz, segundo o portal da Rádio Metrópole FM, casas foram destelhadas, árvores caíram e muitas fachadas de lojas foram arrancadas pela força do vendo.
 
A Assessoria de Imprensa da Prefeitura distribuiu nota destacando que a região mais afetada foi a da Vila Cavaru, com informações de destelhamentos por toda cidade.
 
Para atender a população prejudicada, foram montados três pontos de apoio à população para quem precisar de lonas e outros recursos – o CRAS das vilas Cavaru e Califórnia e ainda o CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social.
 
Em Parapuã, até as 19h29, havia trechos da cidade sem energia elétrica – nas ruas, residências e estabelecimentos em geral.

Parte do prédio da Santa Casa teve as tealhas arrancadas e em vários pontos os danos se repetiram também com a queda de galhos de árvores em vias públicas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.6%
14.7%
64.7%