23/10/2021 às 11h16min - Atualizada em 23/10/2021 às 11h16min

Paulinho não explica entrega de uniforme da Prefeitura para trabalhadores terceirizados da limpeza

Ao contrário do que consta na postagem oficial do último dia 5, ele alegou inicialmente que uniformes foram doação do Fundo Social

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Imagem postada no Face da Prefeitura de Herculândia, da entrega dos uniformes
 
O prefeito municipal de Herculândia, Paulo Sérgio de Oliveira, o Paulinho (PP), não conseguiu explicar, nesta sexta-feira, 23/10, a entrega de uniformes por parte da sua administração, para trabalhadores da limpeza pública que são terceirizados.
 
A entrega das vestimentas, motivo de uma postagem no Facebook da Prefeitura, no último dia cinco (05), é colocado como mais um ato da administração em favor dos servidores quando na verdade contemplou trabalhadores terceirizados que atuam a coleta de lixo, e não servidores públicos.
 
Dados do Portal Transparência, na comparação com as fotos postadas no Face, mostram que ao menos cinco contratados (microempreendedores individuais) da atual administração foram beneficiados.
 
Na postagem, o prefeito trata a distribuição dos uniformes como uma ação da sua gestão, em prol a qualidade do trabalho de “servidores”.
 
“Temos sempre como objetivo oferecer melhores condições de trabalho aos coletores, pois isto refletirá nos serviços prestados, dando mais qualidade aos nossos munícipes. Compreendemos as dificuldades que estes servidores enfrentam ao longo da jornada de trabalho, e buscamos soluções para tornar o serviço mais produtivo, melhorando o conforto”, disse ele, na postagem feita as 11h22 do dia cinco.
 
SEM RESPOSTA
 
Indagado pela reportagem do Cidade Real, o prefeito disse – o que não é citado na postagem original – que os uniformes foram doados, mas que ele não sabe que fez a doação para o Fundo Social.
 
“Não sei te responder porque só entregamos. Parece que foi doação para o Fundo Social”, afirmou inicialmente.
 
Depois em mensagem de áudio, o prefeito completou: “Eu preciso me informar primeiro. Quem fez a doação, foi o Fundo Social. Quem doou para o Fundo Social, não sei. A ação foi do Fundo Social. Eu só fui lá para ajudar na entrega. É só isso”.
 
BRASÃO
 
Observadores que levantaram ‘a dúvida’ sobre o caso ao portal Cidade Real observam ainda o fato dos uniformes em questão (Veja na foto acima) já conterem o Brasão oficial da Prefeitura e nenhuma referência a quem poderia ter doado os referidos uniformes.
 
Até as 12h11 deste sábado, o prefeito Paulinho não havia dado mais informações sobre a tal doação do Fundo Social, que em nenhum momento aparece no texto original da postagem do dia cinco (05) no Face oficial da Prefeitura.
 
Seguimos aguardando.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

22.7%
11.4%
65.9%