04/11/2021 às 18h41min - Atualizada em 04/11/2021 às 18h41min

Magal pede mudança de local do futuro pedágio da SP-425

Vereador avalia que ‘ponto original’ permitiria motoristas utilizarem o perímetro urbano como alternativa para fugir da praça de cobrança

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
O vereador Magal, na Tribuna da Câmara Municipal (Imagem printada do Facebook)
 
O vereador Sidnei Folini Monteiro, o Magal (PV), reforçará no próximo sábado, 06/11, ao deputado estadual Reinaldo de Souza Alguz (PV), pedido de intervenção para mudança local previsto originalmente, para a implantação da futura praça de pedágio na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Rinópolis.
 
Confira relação dos locais das novas 10 praças de pedágio no link abaixo:
https://cidadereal.net/noticia/477/rinopolis-esta-na-lista-dos-novos-pedagios-de-doria-para-2022
 
Magal informou que vai à cidade de Vera Cruz, região de Marília, onde Alguz cumpre agenda, para reiterar pedido que já fez ao deputado (que é da base do governo Dória), por meio de ofício.
 
“Eu enviei ofícios ao deputado estadual Reinaldo Alguz e ao deputado federal Vinícius Poit (Novo) no sentido de mudar o local da instalação da praça de pedágio, do quilômetro 367 para o 350 ou o 349. Com isso, evitaremos que os veículos possam adentrar o perímetro urbano da cidade como via alternativa para fugir do pedágio. Enviei também o ofício a Artesp, no mesmo sentido de haver a possibilidade da mudança. E neste sábado vou reforçar o pedido, pessoalmente ao deputado Reinaldo Alguz”, comunicou Magal, por mensagem de WhatsApp, ao Cidade Real.
 
SEM NOTIFICAÇÃO!
 
O vereador reforçou que seria bravata da sua parte falar em lutar para impedir a implantação, mas é possível reduzir, para a cidade, os problemas com o pedágio.
 
“Quando o governo estabelece os locais é porque já está definido. Ainda se faz audiências públicas para debater uma mudança ou outra, e no caso da proposta que encaminhei aos deputados Alguz, Poit e a Artesp, tem a preocupação de que não haja qualquer chance de termos as ruas da nossa cidade, invadidas por caminhões e veículos em geral, entrando em Rinópolis para desviar do pedágio”, completou o vereador.
 
Magal também lamentou que os representantes políticos de Rinópolis não tenham tido a oportunidade de participar da audiência pública realizada pela Agência reguladora de Transportes do Estado (Artesp) na cidade de Penápolis, no último dia 26/10, uma terça-feira.
 
A assessoria da Câmara de Rinópolis confirmou tanto ao vereador, quanto ao Cidade Real, que o Poder Legislativo local não recebeu qualquer notificação oficial do Estado sobre a audiência de Penápolis, ou às demais, sobre o novo lote de 10 praças de pedágio anunciados pelo estado.
 
“O último e-mail recebido da Artesp foi ainda em 2020, tratando sobre a isenção de pagamento de pedágio para o carro da Câmara”, informou o servidor da Câmara, identificado por Juliano.
 
As referidas audiências, segundo Magal, ocorreram na Capital, dia 21/10, em São José do Rio Preto, dia 25; em Penápolis no dia 26/10 e dia 27/10 em Araraquara. Todas regiões incluídas no novo pacote de praças de cobrança de pedágio, de rodovias a serem privatizadas em 2022.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

22.7%
11.4%
65.9%