15/01/2022 às 13h48min - Atualizada em 15/01/2022 às 13h48min

Polícia Civil prende receptadora e recupera ferramentas furtadas em residência

Delegado informou que esse é o segundo arrombamento esclarecido nos últimos dias e garante que nunca se negou a registrar BO

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Imagem meramente ilustrativa
 
A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira, 14/01, uma mulher (dados preservados para sequência das investigações) que tinha em sua residência ferramentas furtadas recentemente em uma outra casa – um dos quatro arrombamentos registrados em Herculândia nos últimos dias.
 
A polícia prendeu a acusada e a indiciou por receptação ao cumprir, no mesmo dia, dois mandados judiciais relacionados ao arrombamento, de acordo com o delegado titular, Eduardo Augusto Saran.
 
Na outra casa ‘visitada’ pela Polícia Civil, que segundo ele, pertence a um funileiro, que seria namorado da mulher, nada foi encontro pela equipe – que nesta ação foi comandada pela delegada Luciana Zanella, já que Saran cumpre afastamento por contágio da Covid 19.
 
2º ESCLARECIMENTO
 
Por telefone, o delegado explicou que este foi o segundo arrombamento e furto elucidado nos últimos dias pela Polícia Civil, do total de quatro, reclamados por moradores da cidade, através do Facebook, e em uma reportagem ao menos ‘mil acessos’ aqui portal no Cidade Real.
 
RELEMBRE O CASO NO LINK ABAIXO
https://cidadereal.net/noticia/559/serie-de-arrombamentos-e-furtos-gera-protesto-e-cobranca-em-redes-sociais
 
No primeiro esclarecimento, conforme Saran, referente ao arrombamento na residência de um médico, foram recuperados objetos furtados e até apreendido o veículo usado pelo grupo que, a polícia suspeita, tenha cinco componentes.
 
Além dos dois identificados (de Tupã), suspeita-se de mais dois moradores em Tupã e um quinto elemento de Herculândia, ‘levantador das informações’ sobre a casa arrombada e furtada.
 
“Dois estão identificados, apreendemos o carro, alguns objetos recuperados e seguimos apurando a identidade dos demais envolvidos”, resumiu Saran.
 
No segundo arrombamento esclarecido, nesta sexta-feira, 14/01, conforme o ele, além das ferramentas recuperadas e da mulher (que seria usuária de drogas) presa, os policiais civis localizaram o veículo usado para o transporte dos produtos, uma Ford Belina, de propriedade do namorado da acusada.
 
Embora tenha sido detida em flagrante e indiciada por receptação, as investigações apontam que ela, com ajuda do tal namorado, tenha realizado o arrombamento da residência, que é vizinha da sua residência – durante viagem da vítima.
 
Até as 13h30 deste sábado, 15/01, o portal Cidade Real não tinha informação sobre o resultado da audiência judicial de custódia que determinaria se a acusada seria presa ou solta.
 
CUIDADOS
 
Eduardo Augusto Saran reiterou que a Polícia Civil – apesar de todas as dificuldades – tem feito todo o possível na busca pelos autores desses e de outros delitos e crimes ocorridos em Herculândia.
 
Ele também pediu que a população ajude a polícia, inicialmente aumentando o grau de dificuldade para os marginais. “Infelizmente, veículos parados, abertos e até com a chave na ignição; motocicletas; casas de gente que viaja com sinais de ausência, ou casas abertas na ausência do morador. Ao viajar a pessoa deve deixar algum responsável, e no geral, reforçar a segurança (tranca, câmeras, o que puder), enfim tudo que for possível, porque infelizmente os estragos das drogas pioraram com a pandemia e infelizmente a polícia não resolver tudo sozinha”, disse.
 
Eduardo Saran reconheceu ainda o direito de a população reclamar, mas garantiu que nunca faltou empenho das polícias Civil e Militar em coibir e elucidar qualquer que seja a ação marginal contra a população.
 
“Eu nunca disse que não posso fazer nada ou deixei qualquer morador sem atendimento; nunca. Estamos trabalhando, ainda que na nossa limitação de pessoal e os resultados mostram isso. De quatro casos, elucidamos dois, e um terceiro, no restaurante foi essa semana. Não tem o que esconder, os casos são públicos e não apenas em Herculândia – em todas as cidades. Agora falar que nós não fazemos nada, por favor: é inverdade. Eu não aceito. E estamos sempre à disposição de qualquer morador”, disse Saran.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »