08/02/2022 às 17h30min - Atualizada em 08/02/2022 às 17h30min

Edema muscular tira Caio da Prefeitura por 10 dias

Assessoria de Imprensa
 
A Câmara Municipal aprovou na primeira sessão ordinária do ano, realizada na noite da segunda-feira 07/02, o pedido de afastamento do prefeito Caio Aoqui (PSD) para tratamento médico.
 
No pedido encaminhado ao Legislativo, juntamente com laudo médico atestando a necessidade de afastamento, o chefe do Executivo aponta a necessidade de permanecer em repouso pelo prazo de 10 dias para tratar de edema muscular na perna.
 
A contusão provocou hematoma intramuscular e rompimento parcial das fibras musculares, o que causa dor, incômodo e limitação dos movimentos.
 
Para se recuperar o prefeito terá que evitar andar e subir escadas, devendo ainda permanecer em repouso com a perna elevada.
 
Devido à impossibilidade de cumprir sua agenda de trabalho, mesmo remotamente, Caio optou pelo pedido de afastamento para que os trabalhos possam seguir normalmente, sob comando, em exercício, do vice-prefeito Renan Pontelli (PSDB).
 
Assim que cumprir o prazo necessário para tratamento, que vai até o dia 16 de fevereiro, Caio reassumirá automaticamente as funções de chefe do Executivo.

Veja abaixo print da postagem feita por Caio, sobre seu afastamento médico:

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

22.2%
6.2%
71.6%