06/03/2022 às 20h41min - Atualizada em 06/03/2022 às 20h41min

Dia internacional da Mulher: Eliton Leite fala sobre “progressos e contínuos desafios”

Empresário e pré-candidato a deputado fala da realidade delas na sociedade e reafirma compromisso na defesa intransigente e ampliação de seus direitos

Assessoria de Imprensa
 
O primeiro Dia Internacional da Mulher foi comemorado em 26 de fevereiro de 1909, nos Estados Unidos e foi marcado por uma grande passeata das mulheres nas ruas de Nova York, que lutavam por melhores condições de trabalho.
 
Somente em 1975, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de relembrar as lutas econômicas, sociais e políticas das mulheres do mundo todo.
 
Entretanto, a luta pelos seus direitos ainda continua no século 21. Consciente da realidade das mulheres brasileiras, o empresário Eliton Leite, de Campinas, pré-candidato a deputado estadual pelo Republicanos, assimila, entre várias ações sociais, um projeto voltado às mulheres e crianças, instalado em uma comunidade carente e socialmente vulnerável da cidade.
 
Leite apoia vários times de futebol e incentiva, principalmente, o futsal feminino, inclusive em Tupã.
 
Eliton reconhece e parabeniza as mulheres por sua força, coragem e determinação em nunca desistirem de seus objetivos. “As mulheres têm um grande protagonismo ao longo da história e, também, dentro da família. Isso não pode ser deixado de lado ou esquecido”, resume.
 
PROJETO
 
O projeto social começou com a adoção de uma praça pública e fornecimento de instrumentos que permitem, através do esporte, da cultura e de atividades formativas em geral, descobrir talentos e, para a maioria, preparar as crianças, adolescentes e jovens para o mercado de trabalho.
 
Segundo Eliton Leite, mais de mil meninos e meninas já passaram pelas atividades do projeto.
 
O empresário ressalta ainda que é necessário que haja cada vez mais esse tipo de ação social, porque a pandemia agravou os conflitos dentro de casa.
 
De acordo com uma pesquisa encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, uma em cada quatro mulheres acima de 16 anos foi vítima de algum tipo de violência no primeiro ano da pandemia no Brasil, ou seja, cerca de 17 milhões de mulheres.
 
Em sua homenagem pela passagem do Dia Internacional da Mulher, Leite incentiva a coragem, o comprometimento e a dedicação à família, à religião e à democracia. “Não podemos mais nos calar, precisamos diuturnamente nos unir por um Brasil melhor”, declarou.
 
REPUBLICANAS
 
Ao falar ao Cidade Real, sobre o Dia Internacional da Mulher, dos “progressos e contínuos desafios”, Leite lembrou importância da participação delas na política.
 
“Nesses quase um ano e meio de preparativos para a eleição, sou testemunha da garra, do entusiasmo e da vocação delas também para a luta política e confesso que a motivação dessas filhas, mães, avós, profissionais, estudantes, irmãs, namoradas, esposas, senhoras e meninas é determinante para encorajar qualquer pessoa que sonha em contribuir para uma sociedade mais justa e de oportunidades a todos, através das ações e políticas públicas. Meus parabéns pela data especialmente às nossas Mulheres Republicanas”, resume Eliton Leite.
 
Veja abaixo registros de Leite com Mulheres Republicanas de Tupã.
 
“O sorriso da mulher é a arma mais poderosa do mundo”, cita o empresário usando a frase de Gerson Costta.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

22.2%
6.2%
71.6%