10/04/2022 às 12h23min - Atualizada em 10/04/2022 às 12h23min

RARIDADE: Casal vai completar 78 anos de casados em julho

Juntos desde 8 de julho de 1944, Luis e Wanda Prestini tiveram 9 filhos e seguem, com 95 e 99 anos, lúcidos e se amando de formar contagiante

Nilton Mendonça
Redação Cidade Real
Wanda e Luis Prestini em 'print' do Youtube (Canal Vale Agrícola)


O município de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina está prestes a testemunhar, dentro de três meses, um caso impressionante de longevidade matrimonial.

O amor entre a professora Wanda Sohn Prestini, 95, e agricultor Luis Prestini, 99, ambos aposentados, casados desde 8 de julho de 1944, à época com 17 e 22 anos respectivamente.

O casal foi destaque no canal ‘Vale Agrícola’ do Youtube, neste sábado, 09/04, que tem programas postados semanalmente, com foco na produção rural e agronegócio da região catarinense do Vale do Rio Itajaí.

DIFICULDADES

Além das dificuldades comuns à formalização das relações da época, Wanda e Luis enfrentaram uma agravante dupla: ela descendente de alemães, protestante e ele filho de italianos, católico.

Dona Wanda contou que a mãe não aceitava a relação pelo fato de Prestini ser de família católica e que ‘apanhou de vara’ no dia em que recebeu Luis pela primeira vez em casa. “Ele saiu na porta e ela já estava de vara em mim. Apanhei muito, porque deixei ele entrar em casa... ela não aceitava porque ele era católico”, resumiu.

 

Mas não adiantou a resistência; Luis e Wanda lembram que com o passar dos anos, a mãe dela, viúva, acabou indo morar com o casal e ficando aos cuidados do genro que não gostava inicialmente e que ‘tocou de casa’ várias vezes.

 

Antes disso, recordam os celebrantes de ‘Bodas de Benjoim’ (um balsamo raro extraindo da resina de algumas árvores), mesmo contra o gosto da sogra, com dois meses de namoro, Luiz pediu Wanda em casamento, após conhece-la e reencontrá-la algumas vezes nos bailes de domingueira.

 

TRABALHO E ALEGRIA

 

Luis Prestini acredita que a alegria e a disposição em viver estão entre os principais ingredientes fortificantes de tão longeva relação e tão intensa vida e harmonia familiar.

 

Também o trabalho que os dois realizavam juntos para garantir a o sustento dos nove (09) filhos que tiveram: “Eu lecionava meio período e outro meio ia para roça trabalhar com ele”, lembra Dona Wanda.

 

Basicamente plantar arroz, feijão, mandioca, abóbora, milho (para polenta) e outros produtos e criar aves e animais que garantiam a alimentação e um pequena renda para a família.

 

PERDÃO

 

Perdoar as falhas e respeitar a forma diferente de pensar do outro também estão na lista das ‘receitas’ da professora aposentada para garantir um amor de 78 anos, que se mantém vivo e é alimentado diariamente com gestos de carinho e cuidados práticos.

 

Até hoje, lembra o casal, as raízes de ambos seguem fazendo parte da vida das novas gerações dos Prestini: como a polenta com linguiça, base representativas da gastronomia que italianos e alemães trouxeram para o Brasil e continuidade da vida rural.

 

Os sete filhos vivos do casal não divulgaram nenhum detalhe, mas a família deve realizar uma grande festa para a celebração de data tão especial e quase única, de 78 anos de casados, especialmente nos dias atuais onde, infelizmente, predominam as relações descartáveis.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

22.2%
6.2%
71.6%