16/07/2022 às 12h22min - Atualizada em 16/07/2022 às 12h22min

Dise apreende mais de 1,2 kg de drogas no João Paulo II

Porções e tabletes de cocaína, maconha e crack foram apreendidos na casa de um ajudante de pedreiro de 20 anos de idade

Real Nilton Mendonça
Redação Cidade
Entorpecente e objetos apreendido na casa do ajudante preso (Polícia Civil)
 
Um ajudante de pedreiro de 20 anos de idade foi preso, e a namorada dele, de 14 anos, apreendida nesta sexta-feira, 15/07, por policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), no conjunto habitacional São João Paulo II, na zona Leste de Tupã – rua Antônio Valverde.
 
De posse de uma ordem judicial, “após algumas semanas de investigações”, policiais foram até a residência do ajudante, que não teve outros dados pessoas divulgados além da idade, e segundo o delegado Flávio Delgado de Mello, apreenderam aproximadamente 1,1 Kg de maconha, 50 gramas de cocaína e 105 gramas de crack.
 
Em nota de imprensa o delegado informou que enquanto o ajudante era abordado e informado sobre o mandado judicial e a busca domiciliar que seria feita, “sua namorada, uma adolescente de 14 anos de idade, tentava fugir pelos fundos da casa, quando foi surpreendida por um agente na posse de uma bolsa contendo diversas porções de crack e inúmeros pinos contendo cocaína, além de dinheiro”.
 
BUSCAS
 
Durante minuciosa busca na residência os agentes da Dise encontraram, na cozinha, 175 porções de maconha dentro do congelador e uma balança de precisão.
 
No quarto do morador foram encontradas mais uma pedra bruta de crack, uma pedra bruta de cocaína, dinheiro e material para preparo e embalagem da droga.
 
Em outro quarto da mesma casa, os agentes encontraram mais 37 porções de maconha e dinheiro “proveniente do tráfico”.
 
Na Central de Polícia Judiciária (CPJ), o ajudante e a namorada “foram submetidos à auto de prisão em flagrante e apreensão de adolescente”.
 
Ele autuado pelos crimes de “tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menor” e ela, apreendida pela prática de “ato infracional de tráfico de drogas e associação para o tráfico”.
 
Conforme o delegado, a adolescente foi encaminhada para Fundação Casa e o ajudante (“que já foi preso outras vezes por envolvimento com o tráfico, inclusive quando ainda menor de idade”) foi apresentado em audiência de custódia.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »