25/07/2022 às 12h30min - Atualizada em 25/07/2022 às 12h30min

Alegando legítima defesa, auxiliar mata o marido com facada no coração

Crime bárbaro acontece em Andradina, extremo Noroeste paulista, na madrugada deste domingo, 24

Nilton Mendonça
Reação Cidade Real
Miguel, a vítima fatal em foto de rede social, com a esposa que o assassinou
 
Uma mulher de 47 anos de idade, auxiliar de limpeza, foi presa em flagrante na madrugada de domingo, 24/07, mediante a acusação de assassinar o companheiro com um golpe de facada, na residência do casal à rua Ceará, centro de Andradina.
 
Ao ser presa, nas proximidades do Terminal Rodoviário da cidade a auxiliar admitiu ter cometido o crime, alegando legítima defesa.
 
Ela declarou aos cabos Eduardo e Balani, da Polícia Militar, que chegou em casa na companhia do marido Miguel Ranusi, após ambos beberem em uma lanchonete, e que ele, em uma crise de ciúmes a teria agredido fisicamente – com socos e, no intento de se defender ela apanhou uma faca (veja imagem abaixo), desferindo um golpe no tórax Miguel.
 
AJUDA
 
Um vizinho contou aos policias militares que chegava do trabalho durante a madrugada e que recebeu pedido da mulher para lhe ajudar a fugir, admitindo ter esfaqueado o esposo.
 
E enquanto ele foi à feira-livre, nas proximidades, “tentar socorro para a vítima, a mulher suspeita desapareceu”.
 
Após diligências da PM, a acusada foi localizada e detida no terminal rodoviário e encaminhada – algemada – ao Plantão da Polícia Civil.
.
A faca, ainda suja de sangue, usada no crime foi encontrada no corredor de acesso aos quartos da residência do casal, segundo os peritos da Polícia Científica.
 
Informações obtidas pela imprensa local, dão conta de que a primeira esposa de Miguel Ranusi faleceu de câncer há cerca de cinco anos e a atual, ao que consta, tinha muito ciúmes dele.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »