31/03/2021 às 23h27min - Atualizada em 31/03/2021 às 23h27min

‘Barreiras sanitárias só agora’ dividem opiniões de moradores e visitantes

Usuários reclamam da lentidão provocada pelo controle; Bastos é uma das poucas da região a radicalizar com 12 dias de barreiras

Redação Cidade Real
Foto: Divulgação
 
As redes sociais ficaram lotadas de protestos, alguns até agressivos, contra as barreiras sanitárias montadas nos três principais acessos de Bastos pela Prefeitura. Os bloqueios de circulação funcionarão entre as 7h e 22h, com aferição de temperatura corporal e aplicação de um breve questionário, até o dia 10 de abril, próximo.

A Prefeitura de Bastos foi uma das poucas da região a adotar a medida extrema, de 12 dias seguidos de bloqueio, usando com pretexto o risco do “feriadão esticado” de Páscoa na capital paulista, Grande São Paulo e ABC e Baixada Santista.

Além das barreiras defronte à Artabas, na via de acesso Wagner dos Reis; entre a rotatória do Golf e o início da avenida 18 de Junho, na vicinal BAS-050; e defronte o Condomínio Central Park, vicinal Bastos Iacri, também foram fechados três acessos secundários às margens da Rodovia Brigadeiro Eduardo Gomes (SP-457).

Até as 15h desta terça-feira, 31, a Prefeitura de Bastos não havia divulgado os números referentes as primeiras 30 horas do bloqueio.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.0%
14.3%
65.7%