08/04/2021 às 22h48min - Atualizada em 08/04/2021 às 22h48min

Voluntário da Santa Casa, Shiguero se acha “trabalhador da saúde” e tem direito a vacina contra Covid

Mesmo acumulando as atividades de vereador, presidente da Câmara e empresário, ele garante que passa tempo dentro da Santa Casa que alguns médicos que também foram imunizados

Redação Cidade Real
Foto: Divulgação
 
Usando um discurso político, o vereador Eduardo Akira Edamitsu, o Shigueru (PSD), presidente da Câmara Municipal de Tupã, usou as redes sociais para comentar a polêmica sobre seu nome na lista de tupãenses vacinados contra a Covid.

A lista vazou da Promotoria de Justiça após uma denúncia de que o prefeito Caio Aoki teria beneficiado a família de uma suposta namorada.

No Face, Shiguero lista uma série de conquistas da Santa Casa, como se fossem suas. “Ao longo desses mais de 20 anos, participei, juntamente com outros irmãos definidores, beneméritos e colaboradores, de importantes conquistas para a Santa Casa de Misericórdia de Tupã”, escreveu o presidente da Câmara.

“Membros da Irmandade frequentam as dependências do hospital, participando de reuniões administrativas, de diretoria, setor de compras e de corpo clínico, além de outras atribuições que tornam essencial e obrigatória a presença no hospital”, argumenta ele, para justificar sua própria vacinação fora do calendário de faixas etárias estabelecido pelo Estado.

“Com a pandemia, a participação se tornou ainda mais necessária. Por isso, os membros da Irmandade da Santa Casa foram vacinados”, defende-se Shigueru.

TRABALHADOR DA SAÚDE

Para defender seu próprio direito de ser vacinado antes das demais pessoas da mesma idade, Eduardo Edamitsu, que tem outras atividades diárias como empresário e político, e é membro voluntário da Irmandade, se coloca na condição de trabalhador da saúde.

Ele usou uma nota da Prefeitura, divulgada em janeiro, que traz a definição desse termo em uma normativa feito pelo Estado. Segundo essa normativa “compreende-se como trabalhador da saúde todo trabalhador que labore em edificações de serviços de saúde, tais como pessoal administrativo e dos serviços de nutrição, segurança, recepção, limpeza, conservação, enfermagem, equipes médicas e cirúrgicas, técnicos de laboratórios, etc.”.

Na conversa com a reportagem, pelo aplicativo WhatsApp, Shigueru afirmou que pela constância de sua presença no prédio da Santa Casa, teria mais direito a vacina, que alguns médicos: “Não por ser médico, mas que eu frequento mais (as dependências do hospital)... vc estava questionando a permanência no hospital... Argumentos tem para todo lado”, afirmou, passando a ideia de que médicos e outros profissionais de saúde só atendem Covid na Santa Casa.

Na conversa com a reportagem, Edamitsu chega a citar os nomes de um casal de médicos, que por uma questão respeito não será citado aqui.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você acredita na lisura e integridade da urna eletrônica, e da Justiça Eleitoral (responsável pela manipulação da urna eletrônica)?

20.0%
14.3%
65.7%